Velha guarda avança para os quartos-de-final na Gold Coast

Com o final da terceira e quarta rondas, a decisão para conhecermos o campeão do Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália, está próxima. Ontem, apesar de Snapper Rocks não se encontrar nas condições ideais, as ondas foram suficientes para um bom espectáculo.

VELHA GUARDA - slater-c

A terceira ronda trouxe algumas surpresas, principalmente a eliminação do jovem prodígio Gabriel Medina. O único brasileiro que restava na competição lesionou-se na primeira ronda, na bateria contra Tiago Pires, continuou em prova, mas acabou por ser ontem eliminado por Brett Simpson. Gabriel recebeu alta médica para continuar no campeonato mas, talvez por receio que a situação se agrave e com a segunda etapa do circuito mundial a começar ainda este mês, acabou por se conter na sua prestação.

À lista dos lesionados junta-se John John Florence. O havaiano, que tinha passado na primeira ronda do campeonato, magoou-se durante a expression session do evento. Fez um aéreo (manobra de surf), caiu de forma desequilibrada e deu cabo do tornozelo. “Estava a surfar muito entusiasmado, queria fazer um aéreo e caí. Acontece”, revelou. John John explicou ainda que fez uma fractura no osso. “Quando cai, pensei: Ouch! Isto doeu! Senti-me mesmo mal”, sublinhou, já em tratamento para Bells Beach.

Além de Medina, na terceira ronda ficaram para trás Kai Otton, Filipe Toledo, Sebastian Zietz e Josh Kerr. Na seguinte – onde os atletas não são eliminados, podendo recuperar ainda na quinta ronda -, os destaques vão para Kelly Slater, Taj Burrow, Julian Wilson e Mick Fanning, apurando-se directamente para os quartos-de-final. À excepção de Wilson, os restantes surfistas são já veteranos no circuito.

Apesar dos 41 anos, Slater mostrou que está em plena forma, fazendo a pontuação mais alta da bateria (18.27 em 20 possíveis). “ Foi um bom heat e tanto o Bede (Durbidge) com o Wilko (Matt Wilkinson) estavam a surfar muito bem”, sublinhou o onze vezes campeão mundial. “É óptimo ver surf de alta qualidade numa ronda em que não há eliminados. O nível foi bem alto e é um bom começo de ano. Quem sabe vamos apanhar boas ondas em Kirra (praia alternativa para realizar a prova) e terminar a etapa”.

Também Taj Burrow, que quer repetir o feito do ano passado, brilhou na bateria frente a Adam Melling e Jeremy Flores. “Foi muito divertido. Snapper Rocks não estava como é hábito, mas as ondas ainda ofereciam alguma diversão. Este evento é normalmente um bom começo de ano para mim, por isso estar nos quartos-de-final é um bom resultado”, revelou o surfista australiano.

Ainda na mesma ronda, houve tensão entre Joel Parkinson e Julian Wilson, que apesar de ser mais novo, mostrou apetência para fazer frente ao actual campeão do mundo. A bateria foi muito renhida, mas quem levou avante foi Julian, que, aliás, tomou a liderança a poucos minutos do fim. Por poucas décimas, 16.60 contra os 16.53 de Parko, passou directamente para os quartos-de-final.

Resta agora esperar pelo começo da quinta ronda, que contará com a presença de Jeremy Flores, Michel Bourez, Joel Parkinson, Adam Melling, Bede Durbidge, Brett Simpson, Travis Logie e Matt Wilkinson.

Veja aqui os destaques da terceira e quarta rondas:

 

Fonte : http://www.ionline.pt/surf/velha-guarda-avanca-os-quartos-final-na-gold-coast

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: